Resultados da busca por "Cateter venoso Central"

Resultados 1 - 10 de 47 Página 1 de 5
Sorted by: Relevance | Sort by: Data Resultados por página: 10 | 20 | Tudo

Teste de Refluxo em CVC: Por que é feito?

Quando o plantonista instala um Cateter Venoso Central (CVC), ele geralmente solicita ao técnico ou enfermeiro em quem está o auxiliando a instalar uma solução salina com equipo em uma das vias do cateter que ele acabou de inserir. Isso se chama "Teste de Refluxo venoso", ou seja, uma maneira do plantonista autorizar o início da infusão de um medicamento, caso o paciente esteja em intercorrências e não pode aguardar o exame de raio x imediatamente. Após o teste positivo, a via é lavada com a própria solução salina instalada. Esse teste não afasta a presença de pneumotórax, não indica…

Cateter Venoso Central (CVC)

Os Cateteres Venosos Centrais (CVC) são cateteres cuja ponta se localiza numa veia de grosso calibre. A inserção do cateter pode ser por punção de veia jugular, subclávia, axilar ou femoral. Tem por finalidade permitir uma terapia adequada em doentes que necessitem de intervenções terapêuticas complexas. São geralmente necessitados em casos de Emergência, Unidade de cuidados intensivos, pós-operatórios-operatórios imediatos de cirurgias complexas, Patologias que requerem medidas terapêuticas prolongadas. As principais indicações para a CVC Hipovolemia Refratária; Hipotensão Grave; Medida de PVC; Hemocomponentes; Utilização de Drogas Vasoativas; Acesso periférico difícil, quimioterapia, transplante de medula óssea, nutrição parenteral; Existem cateteres de diversos…

O que é “Lúmen” de um Cateter?

O termo Lúmen na medicina, denomina-se como uma via de acesso que pode ser administrado medicamentos, mensuração de PVC, hemoderivados, reposição volêmica, coleta de sangue , entre outros. É praticamente um tubo, que conectado a um tubo central, é implantado sob a pele do paciente em uma via venosa de grosso calibre, podendo ser utilizado em situações como grandes cirurgias, emergências, terapia nutricional parenteral, entre outros. O principal objetivo é de manter um acesso por longo período de tempo, para auxiliar a terapia medicamentosa do paciente. Os diversos cateteres que pode conter de 01 a 05 lúmens são os Cateteres…

Cateteres Flexíveis: Fluxos de Infusão

Você certamente deve estar familiarizado para qual indicação cada Cateter Flexível, vulgo "Abocath" tem, para cada situação. Mas você sabe ao certo a taxa de fluxo de cada um? É importante levar em consideração essas informações ao escolher o calibre do Abocath a ser colocado no paciente! Veja Também: https://enfermagemilustrada.com/terapia-intravenosa-ti-e-suas-complicacoes/   https://enfermagemilustrada.com/os-cateteres-agulhados-scalp-ou-butterfly/ https://enfermagemilustrada.com/cateteres-flexiveis/   https://enfermagemilustrada.com/cateter-central-totalmente-implantado/   https://enfermagemilustrada.com/cateter-venoso-central-cvc-3/   https://enfermagemilustrada.com/cateter-central-de-insercao-periferica-picc/   https://enfermagemilustrada.com/a-via-de-administracao-intratecal-it/  

O que é Sítio de Inserção?

Os Cateteres Venosos Centrais são inseridos de maneira percutânea, e os Cateteres Venosos Periféricos são inseridos em veias dos membros superiores, sendo assim, todo o local ao redor da veia que foi selecionada para uma punção, é denominada de Sítio de Inserção. A Escolha do Sítio de Inserção No caso de um AVP A escolha do sítio é um dos mais importantes aspectos. Considerar o calibre e localização da veia, tipo e duração do tratamento IV. Deve-se iniciar a punção sempre da extremidade distal para a proximal (menor calibre para o maior). As veias mais apropriadas são as do dorso…

Catéter Venoso Central (CVC)

Los catéteres venosos centrales (CVC) son catéteres cuya punta se ubica en una vena de grueso calibre. La inserción del catéter puede ser por punción de vena yugular, subclavia, axilar o femoral. Tiene por objeto permitir una terapia adecuada en pacientes que necesiten intervenciones terapéuticas complejas. Se necesitan en casos de emergencia, unidad de cuidados intensivos, postoperatorio inmediatos de cirugías complejas, patologías que requieren medidas terapéuticas prolongadas. Las principales indicaciones para la CVC Hipovolemia Refractaria; Hipotensión Grave; Medida de PVC; Hemoderivados; Uso de Drogas Vasotivas; Acceso periférico difícil, quimioterapia, trasplante de médula ósea, nutrición parenteral.; Hay catéteres de varios lúmenes…

Conheça as Criaturas dos Cateteres Venosos Centrais

Os Cateteres Venosos Centrais de longa permanência são amplamente utilizados em pacientes com necessidade de acesso venoso por período prolongado. A infecção relacionada a esses cateteres permanece um desafio na prática clínica.

Nutrição Parenteral: As diferenças entre NPP e NPT

Entende-se que a Nutrição Parenteral (NP) é um método de administração de nutrientes que é feito diretamente na veia, quando não é possível obter os nutrientes através da alimentação normal. Indicativo em pacientes com: Interferência de doença de base em ingestão, digestão ou a absorção dos alimentos; Estados hipermetabólicos como grandes queimados, pacientes sépticos, politraumatismo extenso, pancreatite aguda, fístulas intestinais de alto débito; Falência intestinal devido a: Íleo paralítico e mecânico (pós-operatório); ­Trauma; ­Doença inflamatória intestinal; Enterocolite (aids, quimioterapia/ radioterapia); Ressecção intestinal (síndrome do intestino curto);­ Câncer gastrointestinal; Pacientes pediátricos neonatos; Colite ulcerativa complicada ou em período perioperatório; Hemorragia gastrointestinal…

Cateter Venoso Central (CVC)

Os Cateteres Venosos Centrais (CVC) são cateteres cuja ponta se localiza numa veia de grosso calibre. A inserção do cateter pode ser por punção de veia jugular, subclávia, axilar ou femural. Tem por finalidade permitir uma terapia adequada em doentes que necessitem de intervenções terapêuticas complexas. São geralmente necessitados em casos de Emergência, Unidade de cuidados intensivos, Pós-operatórios imediatos de cirurgias complexas, Patologias que requerem medidas terapêuticas prolongadas.

Prevenção e Controle de Infecção: Qual é a Rotina da Troca de Dispositivos em sua Instituição?

A assistência em saúde é um processo complexo que não está isento de riscos e de possíveis eventos adversos. Dentre as possíveis complicações decorrentes do cuidado em saúde, destacam-se as Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS), as quais se constituem em problemas frequentes,  principalmente nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), apresentando-se com altas taxas de incidência e morbimortalidade. Em se tratando das IRAS mais comumente identificadas no cenário de cuidados críticos, destacam-se especialmente as infecções de corrente sanguínea (ICS), em detrimento da utilização de dispositivos invasivos, a exemplo de cateteres venosos centrais (CVC). Dispositivos estes que podem ser inseridos…
Leia mais sobre » Prevenção e Controle de Infecção: Qual é a Rotina da Troca de Dispositivos em sua Instituição?
 
error:
Cardiologia Ilustrada Avaliações Gerais Coberturas para Curativos CCIH Cálculos na Enfermagem