Resultados da busca por: Hemodinâmica

Resultados 1 - 10 de 211 Página 1 de 22
Resultados por página: 10 | 20 | 50 | 100

Todo o paciente com instabilidade hemodinâmica deve ser monitorizado com pressão venosa central (PVC)?

Relevância:100%      Publicado em:4 04+00:00 abril 04+00:00 2019

Todo o paciente com instabilidade hemodinâmica deve ser monitorizado com pressão venosa central (PVC)?

Sim. A medida da PVC é um dos primeiros passos na avaliação da volemia e da função cardíaca de pacientes graves. A PVC pode contribuir para avaliação e controle do estado do volume intravascular. Como tal análise relaciona retorno venoso com função ventricular, variações na complacência de um dos ventrículos ou na capacitância venosa podem provocar erros nesta correlação, como ocorre na disfunção diastólica, na ventilação mecânica e com o uso de drogas vasoativas. A avaliação da PVC como indicador de volemia deve ser realizada através da resposta à infusão de líquidos, de modo seriado. A ausência de aumentos na…

Quais são as variáveis e métodos usados durante a Monitorização Hemodinâmica Básica?

Relevância:100%      Publicado em:4 04+00:00 abril 04+00:00 2019

Quais são as variáveis e métodos usados durante a Monitorização Hemodinâmica Básica?

As variáveis e métodos recomendados como componentes da Monitorização Hemodinâmica Básica são: freqüência cardíaca, diurese, ECG contínuo, SpO2, PAM não-invasiva, freqüência respiratória, temperatura, PVC e PAM invasiva. A utilização da monitorização com PAM invasiva deverá ser indicada de forma individualizada. A monitorização de sinais vitais é indispensável durante o acompanhamento de pacientes graves. Entretanto, cabe ressaltar que a sensibilidade destas variáveis é limitada, sendo tanto maior quanto mais grave o paciente. Portanto, se a normalização dos sinais vitais não é sinônimo de estabilidade, por outro lado, sinais vitais anormais são um importante alerta de gravidade.

Farmacocinética VS Farmacodinâmica

Relevância:33%      Publicado em:8 08+00:00 julho 08+00:00 2019

Farmacocinética VS Farmacodinâmica

Talvez uma questão que confunda muito em farmacologia, podendo trocar as definições, portanto vamos esclarecer algumas dúvidas: O que é a Farmacocinética? Este diz respeito aos processos de absorção, distribuição, biotransformação e eliminação dos fármacos (ou seja, o que o organismo faz aos fármacos). Por exemplo, um perfil farmacocinético de um antibiótico refere-se à concentração no sangue ou nos tecidos no tempo e reflete os processos de absorção, distribuição, biotransformação e eliminação do medicamento. A informação farmacocinética é importante para estimar a dose apropriada do antibiótico, a frequência de administração, para ajustar doses nos pacientes e para fazer comparações entre…

Farmacocinética Vs Farmacodinámica

Relevância:32%      Publicado em:15 15+00:00 setembro 15+00:00 2018

Farmacocinética Vs Farmacodinámica

Tal vez una cuestión que confunda mucho en farmacología, pudiendo cambiar las definiciones, por lo que vamos a aclarar algunas dudas: ¿Qué es la Farmacocinética? Este se refiere a los procesos de absorción, distribución, biotransformación y eliminación de los fármacos (es decir, lo que el organismo hace a los fármacos). Por ejemplo, un perfil farmacocinético de un antibiótico se refiere a la concentración en la sangre o en los tejidos en el tiempo y refleja los procesos de absorción, distribución, biotransformación y eliminación del medicamento. La información farmacocinética es importante para estimar la dosis apropiada del antibiótico, la frecuencia de…

Drogas Vasoativas (DVA)

Relevância:6%      Publicado em:5 05+00:00 agosto 05+00:00 2018

Drogas Vasoativas (DVA)

Drogas vasoativas se refere às substâncias que apresentam efeitos vasculares periféricos, pulmonares ou cardíacos, sejam eles diretos ou indiretos, atuando em pequenas doses e com respostas dose dependente de efeito rápido e curto, através de receptores situados no endotélio vascular. São de uso corriqueiro em uma unidade de terapia intensiva (UTI) principalmente para regular a frequência cardíaca e volume sistólico. Na maioria das vezes é necessário fazer monitorização hemodinâmica, invasiva, durante a utilização dessas substâncias, pois suas potentes ações determinam mudanças drásticas tanto em parâmetros circulatórios como respiratórios, podendo causar sérios efeitos colaterais caso seu uso seja feito inadequadamente, inclusive…

Drogas Vasoactivas (DVA)

Relevância:6%      Publicado em:5 05+00:00 agosto 05+00:00 2018

Drogas Vasoactivas (DVA)

Las drogas vasoactivas se refieren a las sustancias que presentan efectos vasculares periféricos, pulmonares o cardíacos, ya sean directos o indirectos, actuando en pequeñas dosis y con respuestas dosis dependiente de efecto rápido y corto, a través de receptores situados en el endotelio vascular. Son de uso ordinario en una unidad de terapia intensiva (UTI) principalmente para regular la frecuencia cardiaca y el volumen sistólico. En la mayoría de las veces es necesario realizar monitorización hemodinámica, invasiva, durante la utilización de esas sustancias, pues sus potentes acciones determinan cambios drásticos tanto en parámetros circulatorios como respiratorios, pudiendo causar serios efectos…

Angioplastia Transluminal Percutânea

Relevância:5%      Publicado em:26 26+00:00 maio 26+00:00 2020

Angioplastia Transluminal Percutânea

Também conhecido como Angioplastia Transluminal Percutânea, Angioplastia por Balão, ou simplesmente Angioplastia, é o tratamento não cirúrgico das obstruções das artérias coronárias por meio de cateter balão, com o objetivo de aumentar o fluxo de sangue para o coração. Após a desobstrução da artéria coronária, por meio da angioplastia com balão, procede-se ao implante de uma prótese endovascular (para ser utilizada no interior dos vasos) conhecida como ‘stent’ - pequeno tubo de metal, semelhante a um pequeníssimo bobe de cabelo, usado para manter a artéria aberta. Atualmente existem dois tipos de stents: os convencionais e os farmacológicos ou recobertos com…

Principais Soluções Utilizadas na UTI

Relevância:5%      Publicado em:27 27+00:00 junho 27+00:00 2016

Principais Soluções Utilizadas na UTI

É de fundamental importância o técnico de enfermagem ter conhecimentos aprofundados de todas as soluções e drogas utilizadas no ambiente de UTI. É necessário devido à complexidade e a gravidade dos pacientes para restabelecer o transporte de oxigênio para os tecidos, de forma a satisfazer as necessidades metabólicas globais e regionais. A restauração do fluxo sanguíneo, mediante uma adequada reposição polêmica, é uma modalidade terapêutica essencial e prioritária no controle das diversas patologias causadas por hipovolemia (hemorragia, sepse, grandes queimados, politraumatismos e grandes cirurgias). Para tanto, são administradas ao paciente soluções de compostos com ions inorgânicos que se distribuem em…

Oxigenação por membrana Extra-Corpórea (ECMO)

Relevância:5%      Publicado em:25 25+00:00 junho 25+00:00 2020

Oxigenação por membrana Extra-Corpórea (ECMO)

A Oxigenação por Membrana Extra-Corpórea (ECMO) é uma modalidade de suporte de vida extracorpóreo que possibilita suporte temporário à falência da função pulmonar e/ou cardíaca, refratária ao tratamento clínico convencional. O circuito padrão da ECMO é composto por: bomba de propulsão de sangue, oxigenador, cânulas de drenagem e retorno do sangue, sensores de fluxo e pressão, sistema de controle de temperatura para resfriamento ou aquecimento do sangue, e pontos de acesso arterial e venoso para coleta de sangue no circuito. Bomba de propulsão A função da bomba de propulsão é impulsionar o sangue do paciente para a membrana oxigenadora, gerando…

O Transporte de Paciente

Relevância:4%      Publicado em:7 07+00:00 julho 07+00:00 2020

O Transporte de Paciente

Passo 1 Passo 2 Passo 3 Passo 4 Você sabia que o transporte de pacientes dentro do hospital pode ser uma fonte importante de eventos adversos, principalmente para pacientes críticos? Nesses casos, não importa se a transferência é temporária (para a realização de um exame) ou de longo prazo (para uma nova unidade). Há riscos de traumas, complicações hemodinâmicas e de vias aéreas e outras alterações fisiológicas causadas por falhas de monitoramento, equipamentos e de comunicação entre setores. Por isso, os benefícios da movimentação do paciente devem ser maiores do que o potencial para danos. “Nenhum paciente deve ser transportado para exames ou procedimentos com pouca possibilidade de alterar…

error:
:)