Resultados da busca por: PVC

Resultados 1 - 10 de 25 Página 1 de 3
Resultados por página: 10 | 20 | 50 | 100

Não Rotule com Marcadores Permanentes!

     Publicado em:1 01+00:00 julho 01+00:00 2020

Não Rotule com Marcadores Permanentes!

Existe evidência de que escrever em bolsas de soros dos medicamentos danifica diretamente o tratamento ou a tinta passa pelo plástico? Trouxe à vocês um estudo levantado, do site da Vida Acadêmica em Medicina de Urgência “Academic life in Emergency Medicine” (ALiEM) para a pergunta “O marcador permanente, ou de equipos, como são popularmente conhecidos, pode ser filtrado em bolsas de infusão intravenosa (IV)?” Relata que de acordo com o Institute for Practice Safety Medical (ISMP, por sua sigla em inglês Instituto de Medicinas Práticas Seguras), não é recomendado escrever diretamente em bolsas de soro com marcador permanente, devido à…

Insuficiência Mitral

     Publicado em:18 18+00:00 maio 18+00:00 2020

Insuficiência Mitral

A Insuficiência Mitral, também chamada de Regurgitação mitral, é uma doença de uma das válvulas do coração chamada de válvula mitral. A válvula mitral divide duas partes do coração conhecidas como átrio esquerdo e ventrículo esquerdo. Normalmente o fluxo sanguíneo deve acontecer somente do átrio para o ventrículo, porém em válvulas doentes pode acontecer o retorno do sangue para o átrio, ou seja, sentido oposto ao fluxo natural (insuficiência mitral) causando uma série de sintomas. A insuficiência da válvula mitral é uma doença bastante frequente, sendo que 10% das pessoas acima dos 75 anos irão apresentar insuficiência mitral! Causas Uma série…

O que é “Lúmen” de um Cateter?

     Publicado em:8 08+00:00 maio 08+00:00 2020

O que é "Lúmen" de um Cateter?

O termo Lúmen na medicina, denomina-se como uma via de acesso que pode ser administrado medicamentos, mensuração de PVC, hemoderivados, reposição volêmica, coleta de sangue , entre outros. É praticamente um tubo, que conectado a um tubo central, é implantado sob a pele do paciente em uma via venosa de grosso calibre, podendo ser utilizado em situações como grandes cirurgias, emergências, terapia nutricional parenteral, entre outros. O principal objetivo é de manter um acesso por longo período de tempo, para auxiliar a terapia medicamentosa do paciente. Os diversos cateteres que pode conter de 01 a 05 lúmens são os Cateteres…

Dreno de Redon

     Publicado em:2 02+00:00 maio 02+00:00 2020

Dreno de Redon

O dreno de Redon, às vezes chamado apenas de Redon, é um tubo em material flexível, composto de plástico ou de silicone, e perfurado por diversas aberturas em uma parte da sua parede. Após uma intervenção cirúrgica, principalmente em cirurgias como por exemplo de Artroplastias, Artrodeses em geral,  a parte perfurada é colocada no nível da região onde foi feita a cirurgia e é destinada a assegurar uma drenagem dos materiais por aspiração, por meio de drenagem por sistema fechada e a vácuo, como dreno de Portovack, Blake ou Jackson Pratt Essas secreções drenadas podem ser sangue, pus, bactérias, líquidos diversos. O…

Cateter Venoso Central (CVC)

     Publicado em:26 26+00:00 agosto 26+00:00 2019

Cateter Venoso Central (CVC)

Os Cateteres Venosos Centrais (CVC) são cateteres cuja ponta se localiza numa veia de grosso calibre. A inserção do cateter pode ser por punção de veia jugular, subclávia, axilar ou femoral. Tem por finalidade permitir uma terapia adequada em doentes que necessitem de intervenções terapêuticas complexas. São geralmente necessitados em casos de Emergência, Unidade de cuidados intensivos, pós-operatórios-operatórios imediatos de cirurgias complexas, Patologias que requerem medidas terapêuticas prolongadas. As principais indicações para a CVC Hipovolemia Refratária; Hipotensão Grave; Medida de PVC; Hemocomponentes; Utilização de Drogas Vasoativas; Acesso periférico difícil, quimioterapia, transplante de medula óssea, nutrição parenteral; Existem cateteres de diversos…

Prevenção e Controle de Infecção: Qual é a Rotina da Troca de Dispositivos em sua Instituição?

     Publicado em:18 18+00:00 julho 18+00:00 2019

Prevenção e Controle de Infecção: Qual é a Rotina da Troca de Dispositivos em sua Instituição?

A assistência em saúde é um processo complexo que não está isento de riscos e de possíveis eventos adversos. Dentre as possíveis complicações decorrentes do cuidado em saúde, destacam-se as Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS), as quais se constituem em problemas frequentes,  principalmente nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), apresentando-se com altas taxas de incidência e morbimortalidade. Em se tratando das IRAS mais comumente identificadas no cenário de cuidados críticos, destacam-se especialmente as infecções de corrente sanguínea (ICS), em detrimento da utilização de dispositivos invasivos, a exemplo de cateteres venosos centrais (CVC). Dispositivos estes que podem ser inseridos…

Quem não deve ser monitorizado com PVC?

     Publicado em:4 04+00:00 abril 04+00:00 2019

Quem não deve ser monitorizado com PVC?

Não há contra-indicação à monitorização da PVC, mas sim ao acesso vascular central. As contra-indicações são ao acesso vascular central: pacientes com síndromes obstrutivas da veia cava superior, trombose venosa profunda de membros superiores, infecção ou queimadura nos locais de acesso, bem como limitações anatômicas. Entretanto, o acesso venoso central, na maioria dos pacientes graves, é factível e realizado sem dificuldades.

Todo o paciente com instabilidade hemodinâmica deve ser monitorizado com pressão venosa central (PVC)?

     Publicado em:4 04+00:00 abril 04+00:00 2019

Todo o paciente com instabilidade hemodinâmica deve ser monitorizado com pressão venosa central (PVC)?

Sim. A medida da PVC é um dos primeiros passos na avaliação da volemia e da função cardíaca de pacientes graves. A PVC pode contribuir para avaliação e controle do estado do volume intravascular. Como tal análise relaciona retorno venoso com função ventricular, variações na complacência de um dos ventrículos ou na capacitância venosa podem provocar erros nesta correlação, como ocorre na disfunção diastólica, na ventilação mecânica e com o uso de drogas vasoativas. A avaliação da PVC como indicador de volemia deve ser realizada através da resposta à infusão de líquidos, de modo seriado. A ausência de aumentos na…

Quais são as variáveis e métodos usados durante a Monitorização Hemodinâmica Básica?

     Publicado em:4 04+00:00 abril 04+00:00 2019

Quais são as variáveis e métodos usados durante a Monitorização Hemodinâmica Básica?

As variáveis e métodos recomendados como componentes da Monitorização Hemodinâmica Básica são: freqüência cardíaca, diurese, ECG contínuo, SpO2, PAM não-invasiva, freqüência respiratória, temperatura, PVC e PAM invasiva. A utilização da monitorização com PAM invasiva deverá ser indicada de forma individualizada. A monitorização de sinais vitais é indispensável durante o acompanhamento de pacientes graves. Entretanto, cabe ressaltar que a sensibilidade destas variáveis é limitada, sendo tanto maior quanto mais grave o paciente. Portanto, se a normalização dos sinais vitais não é sinônimo de estabilidade, por outro lado, sinais vitais anormais são um importante alerta de gravidade.

A Pressão Arterial Invasiva ou PAI

     Publicado em:5 05+00:00 setembro 05+00:00 2018

A Pressão Arterial Invasiva ou PAI

A Pressão Arterial Invasiva ou PAI é um procedimento de extrema importância em uma UTI. Indicado para pacientes mais críticos, para controle rígido de pressão juntamente com drogas vasoativas. A pressão por este método é medida através de um cateter introduzido na artéria, o qual é conectado em uma coluna líquida. A medida da pressão é obtida através do transdutor de pressão que faz a leitura; é obtida pressão sistólica, diastólica e média (PAM). Quais são as preferências para as regiões do cateter? -Radial (Imprecisa em situações de vasoconstrição extrema); -Femoral. Uma dica! O valor da PAM (Pressão Arterial Média) não precisa…

error:
:)