Resultados da busca por "Seringa"

Resultados 1 - 10 de 90 Página 1 de 9
Sorted by: Relevance | Sort by: Data Resultados por página: 10 | 20 | 50 | Tudo

Cuidados Essenciais com a Nutrição Enteral

[…]separar a quantidade de dieta prescrita em um vasilhame limpo, aspirando o conteúdo com uma seringa. Retire a tampa de segurança da sonda, posicione a seringa e faça a administração cuidadosamente. Esse processo deve demorar de 20 a 30 minutos ao todo. É muito importante não apertar a seringa de forma a despejar o conteúdo todo de uma vez. Validade Os materiais utilizados para a administração da dieta ENTERAL devem ser utilizados por um período de 24 horas, ou de acordo com a orientação do médico(a)/nutricionista, isso também inclui a nutrição PARENTERAL. – Frascos de Sistema aberto ou fechado; – […]

Seringas: Tipos e Indicações

[…]protocolos assistenciais sendo que poucos procedimentos são efetivos como só certos tipos de seringa. Que graduações as seringas têm e para que indicações elas têm? As graduações das seringas são variadas podendo ser encontrada sob a forma de: A seringa de 1ml:  Geralmente usada para insulina intradérmica e subcutânea, a seringa de 1ml é dividida em cem partes iguais que correspondem a 1 para 100 por 1 ml = 100 unidades internacionais; A seringa de 3ml:  É geralmente usada para administração de soluções intramusculares, é graduada e dividida em milímetros cúbicos, que significa que 3ml foram divididos em partes iguais com graduação de identificação que correspondem a 3 por […]

Agulha com Dispositivo de Segurança

[…]a agulha na seringa Luer Lock e dê uma volta completa. Conecte a agulha com firmeza na seringa Luer Slip. Aspire a medicação e elimine as bolhas de ar. Acione a trava de segurança até ouvir o barulho de encaixe (“click”). Troque a agulha de aspiração por uma agulha de segurança. A capa de segurança direciona o bisel para o ângulo de aplicação. Aplique a medicação conforme o protocolo da instituição. Para acionar o dispositivo de segurança, você deve seguir as recomendações do protocolo da sua instituição; assim, você tem duas opções: Opção 1: acionar o dispositivo com o polegar […]

Bandeja para Cateterismo Vesical de Demora

[…]estéril, a sonda (testar o balonete); 11. Acrescentar aproximadamente 10 ml de xilocaína gel na seringa, tendo-se o cuidado de descartar o primeiro jato e de não contaminar a seringa (pode-se segurá-la com o próprio invólucro e retirar o êmbolo com uma gaze, apoiando-o no campo). Após, dispor a seringa com a xilocaína sobre o campo; 12. Calçar as luvas estéreis; 13. Dobrar aproximadamente 07 folhas de gaze e colocar na cuba com o antisséptico; 14. Proceder à antissepsia do períneo com as gazes que foram embebidas no antisséptico; 15. Colocar o campo fenestrado de maneira a permitir a visualização […]

Bandeja para Traqueostomia

[…]de traqueostomias para uso adulto; Cadarço ou fixador próprio para traqueostomia; Seringa de 20 ml; Seringa de 10 ml e 5 ml; Agulhas descartáveis 30×8 e 13×4; Luvas estéreis; Máscaras; Gorro; Capote estéril; Campo estéril; Bandeja de traqueostomia; Xylocaína ampola; Fio de nylon 3,0; Sondas de aspiração ou frasco coletor rígido para aspiração traqueal; Ambú conectado à fonte de oxigênio; Foco. Etapas do Procedimento  Reunir material para o procedimento; Explicar ao paciente acerca do procedimento; Posicionar-se para realização do procedimento; Testar o balonete da cânula selecionada; Realizar o procedimento; Fixar Cânula; Realizar aspiração traqueal; Proceder aos registros de Enfermagem. Observações […]

Bandeja para Punção Venosa Periférica

[…]ou cateter continuam na veia; Lavar o cateter ou agulha, injetando cerca de 5 mL de S.F. 0,9% em seringa de 10 mL, clampear e remover a seringa ou conectar o equipo de infusão venosa; Fixar o acesso venoso com curativo estéril; Proteger o local de conexão, com gaze estéril para manter a área asséptica, desconectar a seringa e ligar ao equipo de hidratação venosa ou fechar com dispositivo de vedação. Fixação de acesso venoso periférico Técnica estéril com gaze Mantenha a pele onde será realizada a fixação limpa, seca e esticada; Cortar uma tira longa e estreita (1,3cm x […]

Aspiração Manual Intra Uterina (AMIU)

[…]procedimento é realizado pelo chamado “Kit AMIU”, que consiste num aspirador à vácuo (seringa de válvula dupla) acoplado a cânulas de plástico semi-flexíveis de diferentes espessuras (de 4mm – 12mm). Vantagens Comprovadamente superior à curetagem, esse procedimento médico apresenta vantagens importantes sobre aquela, tais como: Menor necessidade de recursos para controle da dor; Habilitação profissional médica simplificada; Possibilidade de realização fora do centro cirúrgico; Menor tempo de permanência hospitalar; Alta eficácia no esvaziamento uterino; Menor incidência de complicações. Como é realizado o AMIU? Para realizar o procedimento, é necessário que o colo do útero esteja dilatado. Dessa forma, quando a […]

Bandeja para Cateter Venoso Central

[…]descartável. 01 Monitor cardíaco. 01 Fio sutura mononylon 3-0. 04 pacotes Gazes estéreis. 01 Seringa de 5mL. 01 Seringa de 10 mL. 01 Agulha 40×12. 01 Agulha 30×7 ou 25×7. 01 Lâmina de bisturi nº11. 01 Equipo, polifix 2 ou 4 vias. 01 Soro Fisiológico 0,9% 250ml. Etapas do Procedimento Explicar ao paciente/família os benefícios, objetivos e riscos do procedimento; A enfermagem prepara todo material necessário; Assepsia das mãos e Paramentação médica (luvas e avental estéreis, gorro, óculos e máscara); Solicitar ao profissional circulante para abrir a bandeja e colocar o restante dos materiais sobre ela, sem contaminá-los; Degermação com […]

Os Tipos de Equipos Hospitalares

[…]são insumos indispensáveis em um hospital, principalmente porque é com eles que as bombas de seringa e infusão funcionam 100% e com excelência. Quais são os Tipos de Equipos? Equipo Macro e Microgotas Devem apresentar, na porção proximal, um adaptador na forma pontiaguda para conexão nos frascos e bolsas de solução, uma câmara gotejadora flexível e transparente. A diferença entre elas é que formato maior do equipo macrogota dá o formato da gota em sua estrutura normal em que 20 gotas equivalem a 1ml. Já o formato do equipo microgota tem estrutura menor e mais fina para que o gotejamento […]

Salinização: Técnica de Turbilhonamento

[…]turbilhonamento ou técnica pulsátil consiste em injetar a solução fisiológica, utilizando uma seringa de 10ml e exercendo pressão positiva a cada 1 ml seguida de pausa rápida, tornando o fluxo pulsátil. Após isso, deverá clampear a(s) via(s), operando ligeira pressão no êmbolo da seringa antes de desconectá-la do sistema. Segundo estudos, é a melhor maneira para se realizar uma “limpeza” interna do cateter. Com relação ao profissional que pode realizar a desobstrução de Cateteres Centrais, a literatura não pontua o enfermeiro como profissional incumbido desse cuidado, pois mostra que a equipe de enfermagem deve ser capaz de identificar a obstrução […]
error:
Cuidados de Enfermagem Fundamentos de Enfermagem O que cai nas provas para Técnico em Enfermagem? Que medicamento é esse? Distúrbios Pulmonares