Resultados da busca por "bomba infusão"

Resultados 1 - 10 de 55 Página 1 de 6
Sorted by: Relevance | Sort by: Data Resultados por página: 10 | 20 | 50 | Tudo

Bomba de PCA/ACP: Analgesia Controlada pelo Paciente

[…]para obter uma dosagem mínima, em quantidades muito pequenas de solução. Como funciona? As bombas de PCA são equipamentos de infusão que permitem grande número de modalidades de programação e administram o medicamento via venosa ou peridural, continuamente ou por meio de dispositivo para solicitação de doses intermitentes (bolus) de demanda. O paciente o aciona em caso de necessidade. Essa técnica de analgesia é frequentemente usada em casos de dores agudas, como em pós-operatórios de cirurgias ortopédicas, ou em dores crônicas, como em portadores de neoplasias malignas avançadas, em fase de cuidados paliativos. Com a Bomba de PCA pode-se programar: […]

Administração “In Bolus” ou “Push” de Medicamentos: O que é?

[…]dosagem bolus de um sedativo em um paciente que já está recebendo este medicamento por via de bomba de infusão, que seja programa na própria bomba sem necessitar administrar com seringas. Portanto, deve-se também atentar ao fluxo de infusão e o tempo que o médico solicita a administrar estes bolus nas bombas, o que geralmente é programado padrão pelos fabricantes a 1200ml/h , podendo ser alterado posteriormente juntamente com o tempo de infusão pelo plantonista. O que devo me atentar quanto a administração in bolus? Devemos nos atentar quanto a: Ocorrência de potenciais efeitos colaterais dos medicamentos; Desconforto no local […]
Leia mais sobre » Administração “In Bolus” ou “Push” de Medicamentos: O que é?

Mantendo a Veia Aberta (KVO) em uma Bomba de Infusão: Cuidados a tomar!

[…]está ali de bobeira. Muitos me pediram para explicar qual é o princípio desta função em uma bomba de infusão, já que maioria obtém deste item. O significado é simples: O sistema KVO, que provém do inglês “Keep Vein Open”, é um dispositivo de segurança que promove a manutenção do acesso venoso. Ou seja, é um sistema que impede a ocorrência de obstrução do acesso venoso pelo qual está sendo realizada a infusão evitando, assim, a perda desnecessária do mesmo. Mas o que ele realmente faz em uma via de acesso com esta função? Vejamos por exemplo, tenho uma solução do […]
Leia mais sobre » Mantendo a Veia Aberta (KVO) em uma Bomba de Infusão: Cuidados a tomar!

O Equipo Bomba de Infusão

Em resumo, o que é a Bomba de infusão? A bomba de infusão é um dispositivo médico que fornece fluidos, tais como nutrientes e medicamentos no corpo de um paciente em quantidades controladas. Também podem ser utilizadas na residência de pacientes que precisam de cuidados especiais (home care). Podem ser fornecidas substâncias como insulina ou outros hormônios, antibióticos, medicamentos controlados como drogas vasoativas, sedo analgesias, medicamentos quimioterápicos e analgésicos. Muitas vezes a administração de medicamentos, seja no ambiente hospitalar ou mesmo nos cuidados domiciliares “home care”, requer um controle rigoroso e maior precisão, nestes casos a utilização da bomba de […]

Os Tipos de Equipos Hospitalares

[…]em que 60 gotas equivalem a 1ml. Equipo Macrogotas e Microgotas: As Diferenças Equipo para Bomba de Infusão O equipo para bombas de infusão possui sistema de silicone em seu centro para controlar a infusão rigorosamente por ml/h. O Equipo Bomba de Infusão Equipo para Nutrição Enteral Os equipos para dieta/nutrição enteral são identificados de cores azuis ou roxas, possui ponta cruz para conexão do frasco de dieta e ponta escalonada para conexão das sondas enterais ou em gtt/jjt. Equipo de Nutrição Enteral Equipo Fotossensível Os equipos fotossensíveis são identificados de cor âmbar ou laranja (para aqueles medicamentos que são […]

Cuidados Essenciais com a Nutrição Enteral

[…]equipo e o frasco devem ser trocados, no máximo, a cada 24 horas. Administração contínua por bomba de infusão Caso o paciente esteja com uma sonda posicionada no duodeno ou jejuno, é possível realizar a administração contínua da dieta enteral, realizada por gotejamento, com o auxílio de uma bomba de infusão e que ocorre em um período de até 24 horas. Para os cuidadores esse método é menos trabalhoso, uma vez que o processo é contínuo e o tempo controlado pela própria bomba. A cada troca de frasco, porém, é necessário realizar a higiene da sonda, com o auxílio da seringa, […]

Bomba Elastomérica

[…]em uma grande variedade de volume e fluxo contínuo pré-definido. Cuidados com o Manuseio da Bomba Elastomérica Para o Paciente Durante o banho, retire a bomba elastomérica da sua bolsa protetora e coloque-a em saco plástico. Evite o contato do equipamento com a água; Observe a área do cateter e, na presença de dor, inchaço ou vermelhidão, comunique ao serviço de enfermagem para avaliação da infusão correta do medicamento; Observe a progressão da administração do medicamento através das marcas de graduação encontradas no reservatório transparente, este controle deve ocorrer a cada 4 a 6 horas; Conserve o reservatório em sua […]

Sala Amarela Hospitalar

[…]UTI dentro da própria Emergência, deverá estar equipada com desfibriladores ou cardioversores, bombas de infusão, dentre outros equipamentos. Quem atua em Sala Amarela? Nela, atuam profissionais médicos com experiência em medicina de emergência, e a sala conta ainda com corpo de enfermagem exclusivas e com experiência em atendimento a pacientes moderados e graves. Situações que são atendidas na Sala Amarela pacientes já estabilizados na área vermelha, mas que ainda requerem cuidados especiais; pacientes com cefaleia intensa; dor torácica intensa; antecedentes com problemas respiratórios, cardiovasculares e metabólicos (diabetes); desmaios; alterações dos sinais vitais em pacientes sintomáticos; hemorragias; diminuição do nível de […]

Conheça os Esquemas de Sulfatação na Eclâmpsia!

[…]a utilizá-lo, o que necessita ainda de novas investigações. A importância da utilização da bomba de infusão contínua, oferecendo uma alternativa à administração intramuscular de sulfato de magnésio (tal como propõe Pritchard), levando a menos náuseas, dor de cabeça, risco de hematomas e abscesso derivado da aplicação e dor em geral, além de diminuir efeitos colaterais e de circunstâncias como toxicidade, oligúria (diminuição da produção de urina) ou de insuficiência renal. Referência: Ruano, Rodrigo & Alves, Eliane & Zugaib, Marcelo. (2004). Sulfato de magnésio (MgSO4) no tratamento e prevenção da eclâmpsia: qual esquema adotar?. Revista Da Associacao Medica Brasileira – […]

Sala Vermelha Hospitalar

[…]deverá estar equipada com monitores cardíacos, desfibriladores, ventiladores mecânicos, bombas de infusão, instrumental para procedimento de emergência como intubações, drenagem torácica e traqueostomias, dentre outros equipamentos. Quem atua em Sala Vermelha? Nela, atuam profissionais médicos com experiência em medicina de emergência, com residência médica, certificação em Suporte Avançado de Vida em Cardiologia [ACLS, na sigla em inglês] e muitos atuam prioritariamente em UTI. A sala conta ainda com corpo de enfermagem e fisioterapia exclusivas e com experiência em atendimento a pacientes graves. Situações que são atendidas na Sala Vermelha Em geral, pessoas que aguardam a definição de um diagnóstico, traumas, […]
error:
Cuidados de Enfermagem Fundamentos de Enfermagem O que cai nas provas para Técnico em Enfermagem? Que medicamento é esse? Distúrbios Pulmonares