Resultados da busca por: escala de gl

Resultados 1 - 10 de 61 Página 1 de 7
Resultados por página: 10 | 20 | 50 | 100

A Escala de Coma de Glasgow (ECG)

Relevância:100%      Publicado em:3 03+00:00 agosto 03+00:00 2019

A Escala de Coma de Glasgow (ECG)

A escala de Coma de  Glasgow (ECG) é uma escala de ordem neurológica capaz de medir e avaliar o nível de consciência de uma pessoa que tenha sofrido um traumatismo craniano. Portanto, esta escala é um método bastante confiável para detectar o nível de consciência de uma pessoa após acidentes. Eventualmente ela é utilizada durante as primeiras 24 horas após o trauma e faz a avaliação baseada em três parâmetros: abertura ocular, resposta motora e resposta verbal. Posteriormente, esse importante recurso foi atualizado em abril de 2018, e conforme sua avaliação também é utilizada como um recurso dos profissionais de saúde no prognóstico do…

La Escala de Coma de Glasgow

Relevância:91%      Publicado em:17 17+00:00 outubro 17+00:00 2018

La Escala de Coma de Glasgow

La escala de Coma de Glasgow (ECG) es una escala de orden neurológica capaz de medir y evaluar el nivel de conciencia de una persona que ha sufrido un traumatismo craneal. Por lo tanto, esta escala es un método bastante confiable para detectar el nivel de conciencia de una persona después de accidentes. Finalmente, se utiliza durante las primeras 24 horas después del trauma y hace la evaluación basada en tres parámetros: apertura ocular, respuesta motora y respuesta verbal. Posteriormente, ese importante recurso fue actualizado en abril de 2018, y conforme su evaluación también es utilizada como un recurso de

Escala de Maddox: A Identificação de Flebite

Relevância:65%      Publicado em:28 28+00:00 novembro 28+00:00 2018

Escala de Maddox: A Identificação de Flebite

A Terapia Intravenosa é intervenção essencial e realizada com frequência em instituições de saúde, portanto,  faz-se necessária a inserção de um cateter em uma veia. Embora o uso dos cateteres intravenosos esteja associado a diversos benefícios terapêuticos, podem relacionar-se ao desenvolvimento de complicações locais e sistêmicas, tais como extravasamento, infiltração, hematoma, flebite e infecções. A flebite é uma das complicações locais mais frequentes e graves relacionadas ao uso destes cateteres.  Estima-se que cerca de 30 a 70% dos pacientes que tenham recebido terapia intravenosa, desenvolveram algum grau de flebite. É recomendado que escalas de avaliação sejam usadas pela equipe de enfermagem, como instrumento…

Escala de Dor

Relevância:63%      Publicado em:28 28+00:00 outubro 28+00:00 2016

Escala de Dor

De acordo com a International Association for the Study of Pain (IASP) a dor é definida como uma experiência sensorial e emocional desagradável associada a um dano atual ou potencial do tecido. Desta forma, em 1996, foi introduzida pela American Pain Society, como 5º sinal vital. A dor é algo comum a todo ser humano, que possui suas particularidades e pontos-chave, sendo por vezes ativada por componentes psicológicos e subjetivos. Assim sendo, cada indivíduo reage a dor de forma diferente, levando também em consideração a intensidade da dor. Tendo em vista que a dor é algo subjetivo e que cada…

RASS – Escala de agitação e sedação de Richmond

Relevância:63%      Publicado em:11 11+00:00 julho 11+00:00 2017

RASS - Escala de agitação e sedação de Richmond

escala de agitação e sedação de Richmond (ou "RASS", do inglês "Richmond Agitation-Sedation Scale") é uma escala utilizada para avaliar o grau de sedação e agitação de um paciente que necessite de cuidados críticos ou esteja sob agitação psicomotora. Consiste em um método de avaliar a agitação ou sedação de pacientes usando três passos claramente definidos que determinam uma pontuação que vai de -5 a +4. Esta escala é um instrumento preponderante que é utilizado à beira do leito em Unidades de Terapia Intensiva por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem devidamente treinados. A aplicabilidade destes instrumentos possibilitam a atuação direta e intensiva do profissional de

Escala de Norton

Relevância:63%      Publicado em:30 30+00:00 agosto 30+00:00 2017

Escala de Norton

Pacientes críticos apresentam risco de desenvolver lesão por pressão, representando um grupo prioritário para o estudo e identificação desse agravo.

Escala de Ramsay

Relevância:61%      Publicado em:1 01+00:00 julho 01+00:00 2017

Escala de Ramsay

Você já ouviu falar sobre a Escala de Ramsay?  A Escala de Ramsay avalia o grau de sedação de pacientes em uso de fármacos sedativos, o escore para avaliação do nível de sedação foi proposto por Michael A. E. Ramsay, nascido em Dublin na Irlanda e formado em Medicina na Universidade de Londres. A Escala de Ramsay avalia o grau de sedação em pacientes de terapia intensiva com escala de valores de 1 a 6. Nela estão contemplados dois tipos de situações: pacientes acordados e inconscientes, classificados da seguinte forma: Grau 1: paciente ansioso, agitado; Grau 2: cooperativo, orientado, tranquilo; Grau…

Escala de Bristol

Relevância:61%      Publicado em:17 17+00:00 julho 17+00:00 2020

Escala de Bristol

Escala de Bristol ou Escala de fezes de Bristol é uma escala médica destinada a classificar a forma das fezes humanas em sete categorias. Às vezes referido no Reino Unido como a "Escala de Meyers", foi desenvolvida por Dr. Ken Heaton na Universidade de Bristol e publicado no Scandinavian Journal of Gastroenterology em 1997. A forma e a consistência das fezes dependem do tempo de permanência do mesmo no cólon. A Escala Os sete tipos de fezes são: Caroços duros e separados, como nozes (difícil de passar); Forma de salsicha, mas granuloso; Como uma salsicha, mas com fissuras em sua superfície; Como uma salsicha ou serpente, suave e macio; Bolhas suaves com bordas nítidas…

Escala Pré-Hospitalar de Cincinnati

Relevância:58%      Publicado em:23 23+00:00 junho 23+00:00 2020

Escala Pré-Hospitalar de Cincinnati

A classificação pré-hospitalar de AVE pode ser feita pela Escala Pré-hospitalar para AVE de Cincinnati, onde será utilizada a avaliação de três achados físicos em menos de um minuto. Nesta escala, serão avaliados a queda facial, a debilidade dos braços e a fala anormal, onde, pacientes com aparecimento súbito de um destes três achados possui 72% de probabilidade de um AVE; se os três achados estiverem presentes a probabilidade passa a ser maior que 85%. Como Testar Queda facial: pede-se para o paciente mostrar os dentes ou sorrir (Normal: ambos os lados da face movem-se igualmente; Anormal: um lado da…

La Identificación de Flebitis: Escala de Maddox

Relevância:56%      Publicado em:29 29+00:00 novembro 29+00:00 2018

La Identificación de Flebitis: Escala de Maddox

La terapia intravenosa es una intervención esencial y se realiza con frecuencia en instituciones de salud, por lo que es necesaria la inserción de un catéter en una vena. Aunque el uso de catéteres intravenosos está asociado a diversos beneficios terapéuticos, pueden relacionarse con el desarrollo de complicaciones locales y sistémicas, tales como extravasación, infiltración, hematoma, flebitis e infecciones. La flebitis es una de las complicaciones locales más frecuentes y graves relacionadas con el uso de estos catéteres. Se estima que alrededor del 30 al 70% de los pacientes que recibieron terapia intravenosa, desarrollaron algún grado de flebitis. Se recomienda…

error:
:)