Régua de Gases: Para que serve?

Todo leito de um hospital provém de uma Régua de Gases. E também todos os setores que prestam assistências, desde enfermarias até o Centro Cirúrgico.

Uma Régua de Gases provém de vários tipos de gases medicinais, que conforme a necessidade do setor, é personalizado da maneira que é necessitada, como por exemplo, em centros cirúrgicos utilizarem além das gases convencionais, utilizarem também a linha de Óxido Nitroso para uma anestesia, e em enfermarias comuns somente utilizarem linhas de gases como ar comprimido para inalações, oxigênio para ofertar mediante oxigenoterapia, e sistema de vácuo para realização de aspirações de conteúdos como secreções, e na UTI é utilizado todo o sistema brando, com linhas a mais para acoplar ventiladores mecânicos, aspiradores, umidificadores extras para o tratamento intensivo do paciente.

Lembrando que o sistema separa os gases medicinais e o vácuo antes deles chegarem ao painel da régua de gases, conforme determina a ANVISA.

O que há em comum nestas réguas é que todos provém de sistema de iluminaria, tomadas para instalações de aparelhos elétricos perto do paciente, e de sistema de chamada de Enfermagem, o que no caso das réguas instaladas em Centros Cirúrgicos não têm.

Os Tipos de Gases Medicinais

Óxido Nitroso

Fortemente oxidante, o oxido nitroso é útil como comburente de materiais inflamáveis. Também conhecido como gás hilariante, o material é amplamente utilizado como analgésico e anestésico.

Ar Comprimido

Possui as mesmas características do ar atmosférico, ou seja, é composto por 79% de Nitrogênio, 21% de Oxigênio, sendo obtido através da mistura do Oxigênio e do Nitrogênio, exclusivamente para uso Medicinal.

É utilizado para aplicações ou tratamentos que requerem uma atmosfera pura, isenta de poeiras e micro-organismos.

Também pode ser usado para conduzir medicamentos, através de inalações.

Sistema de Vácuo

Com uma parte ligada a rede de vácuo, é criada uma pressão negativa no interior do frasco de vidro, que acaba coletando todas as secreções que estão envolvidas no sistema.

O sistema de vácuo é fechado pela boia de segurança, que não permite que essas secreções vazem do interior do frasco.

Já aspirador de secreção hospitalar Venturi tem esse nome por causa do Efeito Venturi. É um sistema fechado onde um fluido é comprimido ao passar por um estreitamento do sistema, o que diminui sua área de escoamento e consequentemente, aumenta a sua velocidade.

Neste sistema fechado, um terceiro duto é acrescentado para a sucção do fluido, pois o frasco do aspirador venturi também cria vácuo a partir da passagem do oxigênio ou ar comprimido.

O sistema, ao invés de ser conectado a rede de vácuo, é conectado a uma rede de oxigênio ou ar comprimido.

Em ambos os sistemas de aspirador de secreção hospitalar, é preciso estar atento a quantidade de secreções coletadas para evitar que o volume máximo seja ultrapassado e comprometa o bom funcionamento do equipamento.

Veja em nosso canal no YouTube! Aproveite e inscreva-se!

Dreno de Redon

dreno de Redon, às vezes chamado apenas de Redon, é um tubo em material flexível, composto de plástico ou de silicone, e perfurado por diversas aberturas em uma parte da sua parede.

Após uma intervenção cirúrgica, principalmente em cirurgias como por exemplo de Artroplastias, Artrodeses em geral,  a parte perfurada é colocada no nível da região onde foi feita a cirurgia e é destinada a assegurar uma drenagem dos materiais por aspiração, por meio de drenagem por sistema fechada e a vácuo, como dreno de Portovack, Blake ou Jackson Pratt

Essas secreções drenadas podem ser sangue, pus, bactérias, líquidos diversos. O dreno de Redon possui também o papel de favorizar a cicatrização do local operado e prevenir todas as infecções.

Geralmente estes drenos são grandes, com comprimento de 50 centímetros, tendo 15 cm destes destinado à área perfurada, permitindo a total drenagem assim diminuindo a obstrução interna, com linha de contraste radio-opaco, sendo visualizada em exames de raio-x, e com o material confeccionado com PVC, com tamanhos entre 8 e 18 CH.

O principal objetivo deste dreno é de aspirar as serosidades e o sangue, de modo a secar a ferida operatória.

Referência:

  1. von Roth P, Perka C, Dirschedl K, Mayr HO, Ensthaler L, Preininger B, et al. Use of Redon drains in primary total hip arthroplasty has no clinically relevant benefits. Orthopedics. 2012;35(11):e1592-5.