Tela não Aderente com Petrolatum

A Tela Não Aderente com Emulsão de Petrolatum é um curativo primário, estéril, não aderente, constituído por uma malha de acetato de celulose (Rayon) impregnada com uma emulsão de petrolatum, destinado ao tratamento de feridas.

BENEFÍCIO:

  • Mantém o meio úmido;
  • Não adere ao leito da ferida;
  • Promove o equilíbrio da umidade da lesão, pois permite que o exsudato seja absorvido pelo curativo secundário.

INDICAÇÃO DE USO:

  • Lesões superficiais de queimaduras, úlceras, feridas superficiais limpas, abrasões, lacerações, áreas doadoras de enxerto.

PRECAUÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:

  • Feridas infectadas.
  • Feridas com intenso exsudato.

FREQUÊNCIA DE TROCA:

  • A frequência das trocas deverá ser estabelecida de acordo com a avaliação do profissional que acompanha o cuidado.
  • A saturação do curativo secundário e a possível aderência da cobertura no leito da ferida devem ser levados em consideração.
  • Pode permanecer até 7 dias em feridas limpas.

CONSIDERAÇÕES:

  • Requer curativo secundário.

Polytube

O Curativo Polytube é uma membrana polimérica recoberta por um filme semipermeável. É uma matriz de poliuretano de alta densidade composta por 3 copolímeros: agente de limpeza (surfactante F68)+ agente umectante (glicerina) + goma super absorvente (prata inorgânica).

BENEFÍCIO:

  • Redução da manipulação recorrente da ferida ou estoma;
  • Pode absorver até 20x o seu peso.
  • Pode ser recortado;
  • Acelera o processo de cicatrização;
  • Aumenta o conforto do paciente.

INDICAÇÃO DE USO:

  • Úlceras (diabéticas, venosas ou por pressão);
  • Desordens dermatológicas;
  • Queimaduras de 1º e 2º grau; Aplicação em estomas (traqueostomia, gastrostomia) e drenos;
  • Feridas exsudativas;
  • Feridas cavitárias;
  • Lesões agudas;
  • Deiscência cirúrgicas;
  • Locais de doação e enxerto.

PRECAUÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:

  • Não há

FREQUÊNCIA DE TROCA:

  • Troca quando ocorrer 80%da saturação do produto.
  • Tempo máximo de permanência é de 7 dias.

CONSIDERAÇÕES:

  • Funções: limpeza, absorção, hidratação e preenchimento de cavidade.

Bandeja para Curativo Simples

Para que serve?

É o tratamento utilizado para promover a cicatrização da ferida, proporcionando um meio adequado para esse processo, tendo como objetivo evitar ou diminuir os riscos de complicações decorrentes do comprometimento da integridade tecidual e facilitar o processo de cicatrização, proporcionar conforto ao paciente e proteger a ferida.

Indicado quando se deseja promover a cicatrização e/ou proteção de uma ferida.

Executor:

Equipe de Enfermagem

Materiais Necessários

  • Soluções e coberturas determinadas de acordo com a avaliação individualizada da ferida;
  • Cuba rim;
  • Fita adesiva;
  • Tesoura para corte da fita adesiva;
  • Atadura, se necessário;
  • Luvas de procedimentos;
  • Luvas estéreis;
  • Gaze estéril;
  • Compressa cirúrgica, se necessário;
  • Bandeja de curativo (Uma Pinça Kocher, Uma Pinça Kelly, uma pinça dente de rato e uma pinça anatômica);
  • Solução Fisiológica a 0,9%.

Etapas do Procedimento

1. Lavar as mãos;
2. Explicar para o cliente o procedimento;
3. Reunir os materiais necessários;
4. Obedecendo aos princípios de assepsia, abrir o pacote de curativo, colocar as pinças com as partes que serão manuseadas na parte de fora do campo e as gazes sobre o campo;
4. Retirar o curativo anterior com as pinças dente de rato e Kelly;
5. Remover o curativo anterior, utilizando solução fisiológica, se houver aderência;
6. Desprezar o curativo retirado no saco de lixo e as pinças dente de rato e kelly na cuba rim;
7. Inspecionar cuidadosamente a ferida e o tecido adjacente;
8. Fazer dobradura da gaze com o auxílio das pinças Kocher e anatômica e umedecê-las com solução fisiológica;
9. Se for uma ferida limpa, limpá-la com movimento de dentro para fora, quando for infectada, de fora para dentro;
10. Aplicar a solução e/ou cobertura indicada, de acordo com a tipologia da ferida;
11. Fixar o curativo, com fita adesiva.

Observações

  • Em feridas abertas não é recomendado curativo seco, deve-se umidificá-lo com soro fisiológico a 0,9% e secar somente as bordas da ferida;
  • Não se deve utilizar solução fria para limpar a ferida ou deixá-la exposta por períodos prolongados, pois isso pode baixar a temperatura da superfície em vários graus;
  • Curativos encharcados ou vazando favorecem o movimento de bactérias, devendo ser trocados imediatamente;
  • Em cliente com dois ou mais curativos realizar primeiro o limpo e depois o contaminado, cada qual com seu material de curativo estéril;
  • Quando a ferida se encontra com tecido de granulação, é contraindicada a limpeza da ferida pela fricção da gaze, pois esse tecido é muito sensível e a fricção pode lesá-lo, nesse caso é recomendado irrigar a ferida com solução fisiológica.
  • Facilitar o processo de cicatrização da ferida, promover conforto ao cliente e evitar complicações oriundas do comprometimento da integridade tecidual.

Referências:

  1. MOZACHI, N. O hospital: manual do ambiente hospitalar. 3 Ed. Curitiba: Manual Real. 2009.832p.
  2. POSSO, M. B. S. Semiologia e semiotécnica de enfermagem. São Paulo: Atheneu, 2004.

Gaze Rayon

A Gaze Rayon é um curativo estéril, não aderente, constituído por malha de acetato e celulose (Rayon), impregnada com ácidos graxos essenciais (AGE), que estimula o processo de cicatrização.

O AGE hidrata a ferida e favorecem a atividade celular no local, estimulando o processo de cicatrização da pele.

Indicação de Uso

Para feridas em fase de granulação e epitelização, tais como:

– Feridas não infectadas, secas ou exsudativas;
– Exposição de ossos e tendões;
– Feridas cirúrgicas;
– Queimaduras (1º e 2º grau);
– Áreas doadoras ou receptoras de enxerto;
– Úlceras.

Características

Enriquecido com AGEs

Hidratam a ferida, mantendo um ambiente úmido ideal para a cicatrização favorecendo desbridamento autolítico ou mecânico de tecidos inviáveis. Os AGEs também favorecem a atividade celular no local da ferida, reforçando o estímulo ao processo de cicatrização da pele.

Remoção

É Fácil de ser removido.

Não aderente

Diferente das fazes de algodão, o curativo não entra em contato com a ferida.

Controle de Dor

Minimiza dor e traumas das trocas.

Cicatrização

Reduz a perda do tecido récem-formado pois mantém a umidade no leito da lesão,  contribuindo para o processo de cicatrização.

Estéril

Esterilizado pelo processo de irradiação (radiação gama de Cobalto 60).

Curativo Secundário

Deve ser usado comum curativo secundário estéril para absorção do exsudato da ferida e para proteger o curativo contra exposição direta da luz solar.

Redução de Fluídos

Tecido Rayon poroso e permeável que permite a ferida respirar e auxilia o fluxo do exsudato pelo curativo secundário, reduzindo o acúmulo de fluido no local da lesão.

Não alérgico

Tecido Rayon é isento de substâncias alergênicas e possui bordas bem acabadas.

Recortável

De acordo com o tamanho da ferida sem provocar desprendimento de filamentos, com manutenção do meio úmido.

As Contraindicações

Não deve ser utilizado em pacientes com conhecida sensibilidade ao produto ou a algum de seus componentes, e não é indicado para pacientes que estejam recebendo tratamento por câmara hiperbárica.

Cuidados

  • O tratamento de feridas com o produto deve ser acompanhado por um profissional da saúde;
  • É um produto de uso único, não devendo ser reutilizado e devendo ser totalmente descartado após a troca de curativo;
  • Deve se agir conforme os procedimentos de manuseio de lixo hospitalar determinados pelo estabelecimento de saúde;
  • Se o produto for reutilizado, o paciente possuirá grande risco de receber um tratamento não eficiente ou apresentar uma infecção no local da ferida ou generalizada, retardando o processo de cicatrização e prejudicando seriamente seu estado de saúde;
  • Em casos de irritação (reação alérgica) ou qualquer outro efeito adverso durante o uso do produto, deve-se suspender a utilização imediatamente e procurar orientação médica;
  • Não utilize o produto se a embalagem estiver violada e/ou danificada;
  • Não se deve expor o curativo ou a lesão que esteja coberta somente com este produto à luz solar.

Blood Stop

O Curativo adesivo antisséptico “Blood Stop” são utilizados em procedimentos pós punção, seja o procedimento intravenoso ou intramuscular, voltado para hospitais e laboratórios que prezam pela qualidade no momento da finalização dos exames laboratoriais.

Fácil e rápido de aplicar, ele substitui o algodão e o esparadrapo, além de resolver o problema do improviso na finalização de exames e aplicações de injeção, pois auxilia no controle de estoque e acaba com o desperdício de material.

Além disso, é o único com múltiplas camadas que permitem alta absorção do sangue. Apresenta formato circular e é composta por múltiplas camadas em não tecido de algodão e poliéster, com adesivo hipoalérgico que garante alta fixação e proteção segura do local aplicado.

Existem versões para adultos e pediatria (com ilustrações divertidas nas bandagens).

 

Hidropolímero

Hidropolímero é um curativo surgido na década de 1990, que faz parte, junto com as coberturas de hidrogel e alginato de cálcio dos modernos recursos disponíveis aos enfermeiros na prevenção e tratamento de feridas.

BENEFÍCIO:

  • Mantém o meio úmido;
  • Favorece o debridamento autolítico;
  • Absorve grande quantidade de exsudato;
  • Reduz o trauma na troca do curativo.

INDICAÇÃO DE USO:

  • Lâmina: feridas planas;
  • Espumas de preenchimento: Feridas cavitárias.

PRECAUÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:

  • Feridas secas;
  • Queimaduras de terceiro grau;
  • Feridas com necrose de coagulação (escara).

FREQUÊNCIA DE TROCA:

  • A frequência das trocas deverá ser estabelecida de acordo com a avaliação do profissional que acompanha o cuidado.

CONSIDERAÇÕES:

  • Podem ter formulações associadas com antimicrobianos ou anti-inflamatórios;
  • Podem ser ou não recortáveis.

Curativo para Traqueostomia


Hoje em dia existem tecnologias à favor aos cuidados com o paciente traqueostomizado, obtendo coberturas para curativos essenciais ao cuidado tanto em âmbito hospitalar e domicilar, o que chamamos de “Curativos para Traqueostomia” à base de espuma de poliuretano e hidrocelular.

Vantagens

  • A estrutura exclusiva do curativo permite que o mesmo absorva grandes quantidades de secreção;
  • A secreção deve estar bem fluída para melhor absorção pelo curativo;
  • Previne a maceração e auxilia a manter as boas condições da pele na área periestomal;
  • Capacidade de permanecer no local por até 7 dias;
  • Minimiza a aderência tanto à pele periestomal quanto à cânula de traqueostomia, reduz o trauma ao paciente durante o uso e a troca;
  • A película externa de poliuretano do curativo age como barreira contra bactérias, prevenindo contaminação. É também uma barreira contra líquidos, o que evita extravazamento de secreções pela parte frontal do curativo;
  • O curativo proporciona aparência limpa e funcional que auxilia o paciente e seus cuidadores.

Algumas Observações e Cuidados de Enfermagem

  • O Curativo para Traqueostomias deve ser trocado antes que o curativo fique saturado.Isso ocorrerá quando for observada uma mancha escura sob a película externa, aproximadamente a 1 cm de distância da borda, quando o curativo secundário apresentar sinais de saturação (como aumento de volume) ou quando o curativo for retirado para trocas rotineiras;
  • Intervalo de Trocas: pode permanecer no local por até sete dias, dependendo da quantidade de exsudato, e durante o início do tratamento o curativo deve ser inspecionado regularmente, e a necessidade da frequência da troca deve ser avaliada pelo profissional da saúde responsável.

Hidrofibra

A Hidrofibra (Aquacel) é um curativo altamente absorvente para feridas com baixa a moderada exsudação, que proporciona um ambiente úmido facilitador do processo de granulação.

Este curativo é mais aderente devido a presença de uma camada de hidropolímero com capacidade de expansão e manutenção da adesão do curativo a lesão.

Apresentação

Apresentação em placa ou fita. Pode estar associado à prata.

BENEFÍCIO:

  • Mantém o meio úmido;
  • Favorece o desbridamento autolítico;
  • Absorve grande quantidade de exsudato;
  • Reduz a dor e o trauma no momento da troca;

INDICAÇÃO DE USO:

  • Feridas com moderada a grande quantidade de exsudato;
  • Feridas infectadas ou com risco de infecção;
  • Úlceras vasculares, diabéticas e LPP;
  • Queimaduras de espessura parcial (2ª grau);

PRECAUÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:

  • Feridas secas;
  • Sensibilidade aos componentes do produto.

FREQUÊNCIA DE TROCA:

  • Feridas limpas: até 7 dias;
  • Feridas infectadas: no máximo 3 dias;
  • Com prata: remover somente por vazamento, sangramento excessivo, dor ou em no máximo 7 dias.

CONSIDERAÇÕES:

  • Manter borda de no mínimo 1 a 2 cm em todos os lados;
  • Pode ser recortado;
  • Não deve ser associado com produtos à base de óleo.

Filme Transparente

O Filme Transparente consiste em um filme de poliuretano não-estéril coberto por um adesivo hipoalergênico que proporciona uma cobertura protetora da pele, evitando possíveis danos por contato mecânico ou por fluidos e promovendo conforto ao paciente.

Sua suavidade e flexibilidade permite uma adaptação aos contornos da pele e dos dispositivos a serem fixados sem prejudicar os movimentos do paciente.

BENEFÍCIO:

  • Forma uma camada protetora da pele;
  • Age como barreira à contaminação da ferida;
  • É impermeável a água e outros agentes;
  • Adapta-se aos contornos do corpo;
  • Permite visualização direta da ferida.

INDICAÇÃO DE USO:

  • Prevenção de LPP;
  • Proteção de pele íntegra e escoriações;
  • Curativo de acessos vasculares (ver POP);
  • Curativo de F.O não complicada (ver POP de Curativo de F.O).

PRECAUÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:

  • Pacientes com sudorese aumentadas;
  • Feridas com muito exsudato;
  • Feridas infectadas;
  • Em casos de hipersensibilidade.

FREQUÊNCIA DE TROCA:

  • Trocar no máximo a cada 7 dias e/ou quando necessário.

CONSIDERAÇÕES:

  • Reduz o atrito, porém a pressão permanece a mesma;
  • Quando paciente acamado, mas com mobilidade, essa cobertura pode descolar e se enrolar, causando outras lesões.

Placa de Carvão Ativado

A Placa de Carvão Ativado é uma cobertura estéril, composto por uma camada de carvão ativado impregnado com prata inserida em um sachê de não tecido, podendo ser associado com prata.

Composição:

Uma camada de tecido de carvão ativado impregnado com prata inserido em um envoltório de não tecido com borda selada em toda sua extensão.

BENEFÍCIO:

  • Absorção;
  • Controla o odor;
  • Reduz flora bacteriana pela ação da prata.

INDICAÇÃO DE USO:

  • Feridas infectadas com ou sem odor;
  • Feridas profundas com exsudação moderadas à abundante.

PRECAUÇÃO/CONTRAINDICAÇÃO:

  • Feridas limpas;
  • Queimaduras;
  • Feridas pouco exsudativas, hemorrágicas ou com necrose de coagulação/escara.

FREQUÊNCIA DE TROCA:

  • A saturação do tecido de carvão ativado acontece, em média, em 3 a 4 dias, podendo ficar no leito até 7 dias;
  • Estabelecer necessidade de troca do curativo secundário conforme avaliação do profissional que acompanha o cuidado.

CONSIDERAÇÕES:

Havendo aumento do intervalo de trocas, devido à diminuição do exsudato, deve-se suspender o uso dessa cobertura para evitar o ressecamento do leito da ferida.

CURIOSIDADE: Existem hoje, no mercado, curativos a base de carvão ativado que podem ser recortados de acordo com o tamanho da lesão.