Dermografismo

Você alguma vez já “se coçou” com algum pedaço de palito, ou com a tampa de uma caneta, por exemplo?

E a sua pele após alguns minutos começa a surgir uma grande marca da sua coceira, seguida de um inchaço, vermelhidão e até sensação de pele mais quente ao redor?

Isso tem nome, e se chama Dermografismo ou  urticária factícia, o que significa, literalmente, “escrever na pele”.

É um tipo de urticária, caracterizado por exagerada reação da pele quando a mesma é arranhada, mesmo que de forma leve.

A Causa

O dermografismo é causado por células mastócito na superfície da pele, que liberam histaminas sem a presença de antígenos, devido à presença de uma fina membrana à volta das células mastócito. As histaminas libertadas causam o inchaço na pele nas áreas afetadas.

O dermografismo faz parte de um grupo de urticárias denominado de Urticárias Físicas, ou seja, desencadeadas por estímulos físicos, como por exemplo: calor, frio, pressão, colinérgica, etc. e constitui a manifestação mais comum deste grupo.

É mais comum em mulheres e o fator emocional é uma das principais causas. Entretanto, recomenda-se que outros processos e doenças orgânicas devem ser investigadas, da mesma maneira que na urticária.

Em grande parte das vezes o dermografismo costuma ser brando, passando despercebido. Entretanto, em alguns casos pode assumir formas mais intensas e bastante incômodas.

Características

O inchaço normalmente é formado nos 5 minutos seguintes a friccionar a pele e persiste por 15-30 minutos. Um curto período refratário após o desaparecimento do vergão já foi observado. Vergões gigantes podem se desenvolver se ocorrer uma extensão profunda do inchaço.

Também são descritas formas intermediárias e retardadas de dermografismo. Estas se desenvolvem mais lentamente e podem durar de várias horas a dias.

Em pacientes com dermografismo sintomático, a erupção cutânea está associada a coceira, que muitas vezes é mais severa à noite. Os sintomas podem ser agravados pelo calor (banho quente), pressões menores (coçar, fricção de roupas ou esfregar com a toalha), exercício, stress, e emoções.

Tipos e Formas

  • Dermografismo vermelho: Esfregaço repetido induz pequenos inchaços em forma de pontos que são mais proeminentes no tronco do que nos membros. Esta forma é possivelmente associada à dermatite Seborreica;
  • Dermografismo folicular: Ocorrem pápulas urticárias passageiras, discretas, foliculares, em um fundo eritematoso brilhante;
  • Dermografismo colinérgico: Uma grande linha eritematosa guarnecida com inchaços em forma de pontos similares à urticária colinérgica (vergões menores que a urticária clássica e rodeados de grandes áreas de eritema macular). Púrpura foi observada em casos severos. Pode estar associada à urticária colinérgica;
  • Dermografismo retardado: Aproximadamente 3-8 horas após a resposta dermográfica imediata, um inchaço quente, profundo e macio retorna ao mesmo local e persiste por até 48 horas. Esta forma é resistente à terapia convencional e é fortemente relacionada à urticária por pressão;
  • Dermografismo precipitado ao frio: Somente um caso publicado;
  • Dermografismo induzido por exercício: Tanto o suor na pele, quanto a mudança brusca no metabolismo podem desencadear uma crise de dermografismo (Apesar de incomum, exercícios estimulam outros tipos de urticária);
  • Dermografismo familiar: Somente um caso publicado. Provavelmente herdado como um traço dominante autossômico.

Referência:

  1. 9. França AT, Valle SOR. Urticária e Angioedema: diagnóstico e tratamento. 3ª ed. Rio de Janeiro: Revinter; 2014.