Notícias da Enfermagem

Prefeitura de Sales Oliveira se antecipa e reajusta salário da enfermagem conforme valores do PL 2564

A Prefeitura de Sales Oliveira, na região de Ribeirão Preto, anunciou na última quarta-feira (20) o reajuste do salário para os profissionais da enfermagem da rede municipal seguindo os valores previstos pelo PL 2564/2020, antes mesmo de haver sanção do Presidente da República para o tema.

Antes do reajuste, foi realizada uma pesquisa no município e detectou-se que o salário estava defasado, em comparação aos profissionais de outras cidades. Com a decisão, o salário para dos enfermeiros – que era de R$ 3.307,15 – foi alterado para o valor de R$ 4.750,00. Para os técnicos de enfermagem e agentes de enfermaria (técnicos de enfermagem), o salário anterior de R$1.446,83 passou a ser R$3.325,00.

De acordo com a Diretora de Saúde de Sales Oliveira, Pricila Rezio Prado – que já chegou a cursar técnico de enfermagem, embora não atue na área -, o reajuste realizado simboliza uma congratulação: “Uma melhor remuneração dos profissionais aumenta a qualidade vida, pois, anteriormente o salário estava defasado. Também pode ser considerada uma forma de agradecimento pelo que fazem por nós no dia a dia”.

Para o presidente do Coren-SP, James Francisco dos Santos, o município de Sales Oliveira deve ser seguido como exemplo por outras Prefeituras. “A instituição de um piso salarial digno para a enfermagem é uma questão de justiça social e saúde pública. Estamos trabalhando para que o piso nacional seja sancionado o quanto antes pelo presidente da República, mas os municípios também podem assumir o seu papel nesse cenário a garantir a remuneração adequada à nossa classe, que tanto se arriscou e se empenhou na pandemia e na saúde”, avalia.

Piso salarial nacional

O Projeto de Lei (PL) 2564/2020, que aguarda a sanção do presidente Jair Bolsonaro, prevê o piso salarial nacional de R$ 4.750 para os enfermeiros, 70% desse valor (R$ 3.325) para técnicos de enfermagem e 50% (R$ 2375) para auxiliares de enfermagem e parteiras. A proposta foi encaminhada ao Presidente da República na sexta-feira, 15/07, com o prazo para sanção ou veto até o dia 4 de agosto.

Fonte: Ascom Coren-SP

Comentários
Christiane Ribeiro
Técnico de Enfermagem Intensivista (há 12 anos), atuante em UTI Adulto: Geral, Cardiológica, COVID-19. Além de ser profissional de saúde, sou ilustradora digital, e nos tempos livres dedico à ilustrações da saúde para estudantes e profissionais, e também sou uma influenciadora digital na enfermagem.
https://enfermagemilustrada.com