Paralisia de Bell (Bell´s Palsy)

A paralisia do Nervo Facial (7º nervo craniano) geralmente é idiopática (anteriormente chamada paralisia de Bell). A paralisia do nervo facial idiopática é súbita, unilateral e periférica.

Ela provoca fraqueza súbita nos músculos faciais. Isso faz com que metade do rosto pareça caído ou inclinado. Essa condição pode afetar qualquer pessoa de qualquer idade.

A Causa

A causa exata da paralisia de Bell é desconhecida, mas acredita-se que seja o resultado de um inchaço ou inflamação do nervo que controla os músculos de um lado do rosto. Pode ser uma reação que ocorre depois de uma infecção viral.

Para a maioria das pessoas, a paralisia de Bell é temporária. Os sintomas geralmente começam a melhorar dentro de algumas semanas, com recuperação completa em cerca de seis meses. Um pequeno número de pessoas continua a ter sintomas de paralisia de alguns de Bell durante toda a vida. Raramente, a paralisia de Bell ocorre duas vezes na mesma pessoa.

Lembrando que:

A paralisia de Bell não é o resultado de um AVC ou um ataque isquêmico transitório (AIT)!

Apesar de essas doenças causarem paralisia facial, não há nenhuma ligação entre elas e a paralisia de Bell. Mas a fraqueza repentina que ocorre em um lado de seu rosto deve ser examinada por um médico imediatamente para descartar essas causas mais graves.

Os seguintes vírus são comumente associados à paralisia de Bell:

  • Herpes labial e herpes genital
  • Varicela e herpes-zóster
  • Mononucleose (Epstein-Barr)
  • Infecções por citomegalovírus
  • Doenças respiratórias por adenovírus
  • Rubéola
  • Papeira
  • Gripe (influenza B)
  • Síndrome mão-pé-boca.

Os Sinais e Sintomas

A fraqueza da face é o principal sintoma de paralisia de Bell, e costuma afetar apenas um lado do rosto.

Essa fraqueza ou paralisia normalmente é súbita, demorando poucas horas ou menos para se instalar completamente.

Pode tornar-se progressivamente pior ao longo de vários dias. Os efeitos da fraqueza variam, dependendo se o nervo é parcialmente ou totalmente afetado.

Cuidados de Enfermagem

Orientar quanto à:

  • Cobrir o olho com tapa-olho à noite;
  • Aplicar gotas oculares hidratantes durante o dia e pomada ocular ao deitar para manter as pálpebras fechadas durante o sono;
  • Fechar manualmente a pálpebra paralisada antes de dormir;
  • Usar óculos de sol para diminuir a evaporação normal do olho;
  • Demonstrar ao paciente como fazer a massagem da face, que é indicada várias vezes ao dia, realizando movimentos ascendentes, isso quando o paciente tiver condições de tolerar a massagem;
  • Demonstrar os exercícios faciais, como enrugar a fronte, encher as bochechas e assoviar, em esforço de evitar a atrofia muscular;
  • Incentivar o paciente a praticar os exercícios com o auxílio de um espelho;
  • Orientar a evitar expor a face ao frio e às correntes de ar.
Comentários