Classificação de Forrest: Úlceras Pépticas Hemorrágicas

A hemorragia digestiva alta (HDA) é uma condição frequente no mundo todo. Esta complicação leva a internações hospitalares prolongadas e está associada à significativa morbidade e mortalidade, principalmente nos idosos.  As causas mais comuns de HDA são as não varicosas, sendo a úlcera péptica a mais frequente.

O manejo adequado do paciente e o uso de técnicas endoscópicas apropriadas melhoram o prognóstico e reduzem a taxa ressangramento, e portanto, foi criado uma classificação, chamada de Classificação de Forrest, sendo esta publicada pela primeira vez por J.A. Forrest et al. no Lancet em 1974.

Como funciona esta classificação?

Esta classificação divide as úlceras em sangramento ativo, sinais de sangramento recente e úlceras sem sinais de sangramento. Através dela é possível estimar o risco de ressangramento se a lesão não for tratada e avaliar a necessidade de tratamento endoscópico.


SANGRAMENTO
TIPO
DESCRIÇÃO

I – Ativo
Forrest IA
Em jato
Forrest IB
Em “babação”

II – Recente
Forrest IIA
Coto vascular visível
Forrest IIB
Coágulo recente
Forrest IIC
Fundo hematínico

III – Sem sangramento
Forrest III
Sem sinal de sangramento

A Indicação de Tratamento Endoscópico

  • Todas as úlceras com sangramento ativo devem ser tratadas (Forrest IA e IB);
  • Todas as úlceras com vaso visível, mesmo sem sangramento, devem ser tratadas (Forrest IIA);
  • O tratamento de úlceras com coágulos firmemente aderidos (Forrest IIB) que não são removidos após a lavagem vigorosa é controverso.  Se o coágulo é facilmente removido com a lavagem e evidencia um vaso visível abaixo ou sangramento ativo, deve ser tratado. Porém, se o coágulo é firme e de difícil remoção, a literatura não demonstra uma vantagem evidente no tratamento. Neste caso a conduta deve ser individualizada;
  • As lesões com manchas hematínicas planas (Forrest IIC) não necessitam tratamento endoscópico;
  • As úlceras de base fibrinosa limpa (Forrest III) não necessitam tratamento endoscópico.

Comentários