Notícias da Enfermagem

Cofen e Coren-RR criam Equipe de Resposta Rápida para apoiar Yanomamis

O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), em parceria com o Conselho Regional de Enfermagem de Roraima (Coren-RR), instituiu neste sábado (21/01) uma Equipe de Resposta Rápida para apoiar as ações emergenciais do Ministério da Saúde na crise humanitária que avança sobre a terra indígena Yanomami, em Roraima.

A ação será conduzida pelo Comitê de Operações de Emergência em Saúde (Coes/Cofen), pela Comissão Nacional de Enfermagem em Saúde Intercultural (Conenfsi/Cofen), por conselheiros do Coren-RR e pelos conselheiros federais Vencelau Pantoja e Josias Neves, ambos enfermeiros.

“Em decorrência do adoecimento de crianças e da grave crise sanitária que avança sobre a terra indígena Yanomami, mobilizamos uma equipe de Resposta Rápida para garantir todo o suporte institucional dos Conselhos de Enfermagem e a assistência de Enfermagem de qualidade aos povos indígenas”, declarou a presidente do Cofen, Betânia Santos.

A Equipe de Resposta Rápida atuará diretamente com o Coren-RR para fortalecer a assistência de Enfermagem prestada na terra indígena Yanomami e oferecer auxílio técnico e humanitário às ações dos órgãos governamentais. “Vamos atuar em parceria com o Ministério da Saúde, contribuindo para a promoção do cuidado qualificado em Enfermagem”, destacou, o coordenador do Comitê de Operações de Emergência em Saúde do Cofen, Eduardo Fernando de Souza.

Garimpo e o alto índice de mortalidade infantil – Dados do Ministério da Saúde apontam que cerca de 570 crianças Yanomamis foram mortas pela contaminação por mercúrio, desnutrição e fome, devido ao impacto das atividades de garimpo ilegal na região.

Enfermagem e saúde indígena – O cuidado qualificado de Enfermagem é essencial para aumentar a cobertura e resolutividade da assistência à saúde dos povos originários. Parte significativa mora em locais de difícil acesso e enfrenta vulnerabilidade social e econômica. Isto se reflete na prevalência de agravos como desnutrição e tuberculose, que é três vezes mais frequente na população indígena. Mortes sem assistência de saúde predominam, e a mortalidade materna supera a média nacional.

Fonte: Ascom – Cofen

Comentários
Christiane Ribeiro
Técnico de Enfermagem Intensivista (há 12 anos), atuante em UTI Adulto: Geral, Cardiológica, COVID-19. Além de ser profissional de saúde, sou ilustradora digital, e nos tempos livres dedico à ilustrações da saúde para estudantes e profissionais, e também sou uma influenciadora digital na enfermagem.
https://enfermagemilustrada.com